21 de outubro de 2015

[Filmes] 12 anos de Escravidão

Já assisti esse filme faz um tempinho e pensei em comentar sobre ele aqui com vocês. Vamos lá?



 Solomon é um negro livre, mas que por "descuido", acaba sendo enganado por dois caras "do mal", e é levado de volta á vida horrível da escravidão, passando por vários lugares, situações perturbadoras e sempre tentando não perder a esperança no meio do caminho. *sinopse feita por mim*



A temática do filme sempre me chamou a atenção. Ao mesmo tempo em que é triste, te faz refletir sobre muito mais coisas que não estão explícitas alí. Te faz pensar no passado, imaginar como as coisas eram naquele tempo, e como as pessoas faziam para (sobre)viver.


Apesar de ser incrível, tenho que dizer que o motivo pelo qual o Solomon voltou á escravidão foi meio... Besta? Não sei se essa é a palavra, mas é o que eu quero dizer. *TALVEZ SEJA UM SPOILER* Pelo que deu pra entender, o Solomon não bebia, então porque quando os cara ficaram enxotando bebida alcoólica, ele não recusou? Só para parecer "melhor" ou "digno de confiança"? 
Você não é obrigado á fazer uma coisa que não quer só para provar algo para alguém, vivo dizendo isso aqui.
Mas demos um desconto, porque a história é antiga, então talvez as pessoas não tivessem muitas opções.


A personagem da Lupita, a atriz que ganhou o Oscar Coadjuvante, deixou a desejar. Eu achei que ela seria uma personagem fundamental, ou que fizesse algo grandioso (como boa torcedora pelas mulheres que sou, sempre espero que elas façam algo muito bom a ponto de surpreender aqueles que as subestimaram), mas ela nem foi uma "coadjuvante" direito, porque só aparece lá pro meio do filme, e quase nem tem falas (não que falas seja necessário para ser coadjuvante). Esperava um pouquinho mais. Mas novamente, o filme é baseado em história real, e isso limita um pouco as coisas.


A luta constante durante os 12 anos (que no filme parecem ser uns 2 só) é angustiante, porque a gente sofre com o Solemon, imaginando como estão as coisas fora do lugar onde ele está, como a família dele está e SE ele conseguirá "voltar a ser livre" de novo. Todo o sofrimento que ele passa e presencia, nos fazem perceber como o ser humano é cruel e egoísta. 


Resumindo: um filme para assistir quando você estiver de bom humor. Não me fez chorar e eu nem achei tão triste assim, apesar de tudo estar bem claro. Sei lá, talvez foi a forma como o diretor preferiu rodar o filme que deixou tudo menos "sofredor" do que realmente foi. 


Classificação: **** (ótimo) 
Além das participações especiais, e dos grandes nomes! ^^

Bjs, e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao 'Dois Pontos'!
Obrigada por comentar!

Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo