2 de janeiro de 2017

O Último Post de 2016

Image result for bts gifs

Sim, você não leu errado. E o seu calendário está certinho, eu garanto. 
Mas como esse post não foi capaz de sair ainda em 2016, estou colocando-o no ar hoje mesmo, no novo ano ~Bem Vindo 2017~

Eu sempre falo que vou atualizar aqui com frequência, mas isso nunca dá certo. Enfim, vamos direto ao post e chega de desculpas.


Image result for the wings tourDepois que anunciaram a The Wings Tour no Brasil (ou "Show do BTS no Brasil", para os não-armys), todo mundo ficou louco e o twitter inteiro só falava disso. Eu tinha quase certeza de que não ia conseguir ingresso, porque apesar de serem dois shows num total de 14 mil pessoas para apreciar meus meninos de perto, o fandom army cresceu em 2016, além de ter os posers providos de muito dinheiro e cambistas no geral, então o meu choro era quase constante. Cabô que no dia que a venda de ingressos abriu, tudo esgotou em pouco menos de minutos. Minha senha era três mil e alguma coisa e quando chegou minha vez eu surtei porque simplesmente não estava conseguindo finalizar a compra!! Eu já estava quase arrancando meus cabelos, quando minha irmã sugeriu mudar um negocinho na hora de preencher os dados pra retirada dos ingressos e deu certo. Caramba. A gente só tinha 10 minutos pra fazer a compra, com direito á 8 ingressos por pessoa.
Foi literalmente sangue, suor e lágrimas. E muito nervoso.
Deu tudo certo e já peguei meus ingressos lá em SP. Agora é só decorar todas as letras, mandar fazer minha camiseta, e ajuntar dinheiro pra pagar o Uber. 20 de março finalmente realizarei dois sonhos: ir em um show e ir em show do Bangtan (não, eu nunca fui num show). A ficha tá caindo aos pouquinhos, mas acho que só vai cair mesmo quando eu estiver lá, sentadinha, curtindo meus meninos......
Se tiver alguém por aí que também vai ao show no segundo dia, me avisa aqui pra gente surtar juntas o/


Minha faculdade finalmente acabou e eu nem acredito que os 3 anos já se passaram. Não peguei nenhuma DP, nenhum exame de surpresa, e ainda ganhei presentinho da minha professora preferida. Ficarei com saudades das risadas, das aulas de Literatura, dos eventos, das discussões organizadas e até da Gramática, aquela bonitinha. ;)
Entreguei todos os estágios, AACC (pesquisar no google caso não saiba o que é) e minha monografia de Análise do Discurso sobre a música 'Piloto Automático', da banda Supercombo. Não perguntem minha nota, porque só vi a final no portal do aluno, não voltei na outra semana pra pegar de volta o trabalho. Talvez eu esteja só um pouquinho arrependida. Whatever.


Livros: estou com bastante livro alheio aqui em casa, e estou lendo aos poucos (obrigada amigos que me emprestaram), e como se não bastasse isso, eu ainda demoro muito pra finalizar essa listinha. Espero voltar ao meu ritmo normal em 2017 (se bem que com esse calor só dá vontade de ficar deitada o dia inteiro, e bebendo muita água e chupando sorvete/açaí).

O Mágico de OzO Mágico de Oz (The Wonderful Wizard of Oz) - L. Frank Baum
Classificação: ***
Um ciclone atinge a casa onde Dorothy vive com os tios e ela e seu cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz.
Por lá, Dorothy faz novos amigos - o Espantalha, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde -, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus Sapatos de Prata têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar no mundo do que a própria casa.

Assisti o musical da Broadway, 'Wicked' em novembro, e queria ter lido o livro antes de ver a peça - o que não aconteceu. Sobre o teatro: achei bem interessante, mas confesso que esperava mais. Foi o mesmo caso do 'Homem-Formiga': quiseram fazer ser tão engraçado, que a coisa ficou boba. 
Sobre o livro: a Dorothy é meio chatinha, o Espantalho é a melhor personagem, a resolução dos plots é meio 'méh', e fiquei chateada por não ter todas aqueles quotes lindos e famosos, que tem no filme. 
Mas vai de cada um. No geral, te faz refletir - mas só se você enxergar a discussão nas entrelinhas.

BlackbirdBlack Bird (Blackbird #1) - Anna Carey
Classificação: ****
Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução “Não ligue para a polícia”. Perguntas rodopiam em sua cabeça: Quem é ela? Como chegou ali? O que ela fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso? Ela mal tem tempo para descobrir sua identidade, e logo percebe que está sendo caçada. Precisa fugir desesperadamente. Não sabe quem são eles, não sabe em quem confiar. Só há uma coisa que sabe com certeza: estão tentando matá-la.

Nunca tinha ouvido falar sobre esse duo, mas assim que a amiga da minha irmã sugeriu um troca de livros (que acabou sendo só ela me emprestando os livros dela, porque minha irmã esqueceu de levar um meu pra menina ler) eu fiquei curiosinha pra ler. 
A história começa a te prender no 2º/3º capítulo (que são curtos, dando a impressão de que o livro acaba mais rápido), e você passa a torcer muito para que a protagonista ~Jane Doe~ consiga resolver o mistério acerca da própria vida. 
Apesar de ser um livro livre para todas as idades, achei que tem bastante violência (nada muito escrito em detalhes) e te faz pensar se a situação do livro realmente pode acontecer na vida real - o que eu acho bem provável, do jeito que o mundo anda caminhando.

DeadfallDead Fall (Blackbird #2) - Anna Carey
Classificação: ****
Há uma semana a garota acordou sobre os trilhos de Los Angeles sem se lembrar quem ela é. E descobriu que faz parte de um jogo. Mas a única coisa de que tem certeza é que estão tentando matá-la. Depois de ter sido traída por seu único amigo, ela foge para Nova York com um garoto que diz conhecê-la. Mas será que pode confiar nele? O que adianta encontrar os outros? Quem são essas pessoas? À medida que a perseguição esquenta, ela vai aos poucos recuperando a memória. Porém, seu passado não pode salvá-la, e um só movimento errado pode acabar com este jogo.

Terminei o primeiro livro doida pra ler o segundo, porque o final me deixou "sem fôlego". Boa coisa que Deadfall começa exatamente do ponto em que Blackbird terminou (como se a autora tivesse feito um ponto final no primeiro livro, e aí no segundo continuou a escrever o próximo parágrafo, sabe?); a gente não vê muitos livros desse jeito por aí. Mas acho que foi necessário para concluir a história, já que ela tinha muitas explicações pra dar nesse segundo livro e para o leitor não ficar com a impressão de que tudo teve que acabar às pressas (não funcionou muito bem, devo dizer, porque pra mim dava história pra uma trilogia muito bem feita digna de adaptação cinematográfica).
Apesar das novas informações serem jogadas com tudo na cara do leitor, a história só fica mais emocionante e eu fiquei tristinha quando terminei. O final é satisfatório, mas não deixa de ser triste (fui contraditória? Eu quis dizer que concordei com o final, não achei ruim, achei que a Anna conseguiu fechar bem todos os pontos, mas ao mesmo tempo é um final triste).
Acho importante dizer que o livro ganha um bônus por ser escrito em segunda pessoa.

                          

Música: nessa mesma parte do post anterior, eu esqueci de colocar várias músicas que eu ouvi bastante, e talvez isso aconteça nesse post também. De qualquer forma, assim que eu me lembrar, irei editar o post e adicionar, ok? Ok.

Boom Boom - Seventeen: MEU DEUS DO CÉU, QUE MÚSICA É ESSAAAAAA??? Não consigo parar de escutar, desde que vi o MV. Sério, que amor. Tudo tá perfeito, as vozes, AS VOZES, a coreografia, o visual dos meninos................................. URGH. Já tô quase aprendendo a cantar até. de tanto que escuto. Pelo que pude perceber, o pessoal não gostou tanto, não teve tanta fama e amor como Very Nice recebeu. Uma pena. [e novamente eu, sendo a diferentona] ~ouça aqui~

How People Move - AKMU: não existem adjetivos positivos o suficiente pra elogiar esses irmãos. Apenas se deliciem o máximo com essa música (e aproveita pra conferir 'Last Goodbye', o novo e último comeback deles, antes do Chanhyuk se alistar, que estreou hoje!) ~ouça aqui~

Oh Nana - K.A.R.D: esse grupo co-ed está fazendo muito sucesso desde que o MV do pré-debut saiu, e não é á toa, viu? Que música ótima. O MV deixou um poquinho a desejar, e a coreografia ainda e faz ficar toda *shy, shy, shy* quando eu vejo, mas eles têm talento de sobra, mds. E já mencionaram o Brasil numa entrevista, falando que somos o país de onde eles mais recebem mensagens ❤ ~ouça aqui~

21st Century Girls - BTS: tinha que ter Bangtan nessa lista, e 21st Century Girls foi uma música que eu escutei mais do que muito. A live performance é tão incrível que nem precisa de MV (mas se a BigHit liberar a gente aceita de braços abertos). O melhor cover da dança que eu vi até agora foi do pessoal do East2West. ~ouça aqui~

Empty - WINNER: a dose diária de sofrimento. Com o disband das minhas lindas do 2NE1, eu nem tive cabeça pra comentar algo sobre a saída do Taehyun do grupo. O que mais me deixa triste, é que eles eram um grupo que tinham TUDO pra ser conhecidos mundialmente, e o Nam saiu com apenas 2 álbuns gravados... ~ouça aqui~

FXXK IT - BIGBANG: MEUS LINDOS, REIS 👑 Após ler a letra da música, eu percebi que cantei o dia inteiro um palavrão. Mas bem. A gente não sabia. Só sei que a música é boa [as always] e que eles fecharam com chave de ouro a era MADE. ~ouça aqui~

Last Dance - BIGBANG: a despedida do meu TOP para o exército. Eu já estou sofrendo. Mal posso esperar para vários anos se passarem e eles voltarem com outras obras-primas. Não tem como não chorar vendo o MV (principalmente no final, quando o Seunghyun dá um sorrisinho e chora, vestido numa farda com o som das VIPs ao fundo, gritando num show deles). ~ouça aqui~

Bermuda Triangle - ZICO feat. DEAN & Crush: O HINO. Obrigada por existir, Fanxxy Child Crew. Apenas ouçam essa música que salvou 2016. Ai meu Deus, tão bom....... ~ouça aqui~

Freal Luv - Far East Movement feat. Chanyeol & Tinashe: que música maravilhosa, GENTE DO CÉU. Todas as vozes se combinam, Chany tá mais que hot lindo, arrazô! ~ouça aqui~

Hey Mama! - EXO-CBX: acho que foi proposital a palavra 'mama' no título da música, viu? O debut da sub-unit do exo foi muito bom! Comecei a gostar da música na segunda ouvida e agora já canto até as high notes com o Chen ❤ ~ouça aqui~

Décalcomanie - MAMAMOO: que comeback mais divo!! Essas meninas só melhoram a cada música nova, os vocals - que já são poderosíssimos - só ficam melhores mais e mais. E as apresentações nas premiações?? Elas fazendo alusão á outros grupos foi o melhor, um amorzinho MaMaMoo, não tem como não gostar delas. ~ouça aqui~

                           

Nem acredito que consegui escrever esse post todinho num dia só. Obrigada Deus.
Até a próxima gente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao 'Dois Pontos'!
Obrigada por comentar!

Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo