28 de novembro de 2016

[K-Drama] Descendants of the Sun

Oi gente!! Tudo bem com vocês?? 
Hoje trago uma resenha maravilhosa - em partes, estou me auto-elogiando (porque só li resenha meio "méh" pela internet á fora, que não passou o que o drama realmente queria dizer desculpem, podem me odiar, mas sou chata quando se trata de escrever), e por outro lado, estou me referindo ao drama em si, pois é só amor essa produção (percebam o meu favoritismo)!

Image result for descendants of the sun

Título: Descendants of the Sun (태양의 후예)
Capítulos: 16 + especiais de flashbacks + especial 'por trás das câmeras'
Ano / BN: 2016 / KBS2

Image result for descendants of the sun

Vamos começar do começo: DOTS (abreviação de 'Descendants of the Sun', como eu vou chamar  a partir de agora, pra encurtar) é sem sombra de dúvidas, o drama do ano. Você pode não ter gostado, mas não pode negar que fez sucesso pra caramba SIM. 
Fiz um acordo comigo mesma que iria assistir todos os dramas disponíveis do Netflix (então fiquem avisados que todas as próximas resenhas, por um bom tempo, serão de dramas do catálogo deles), e comecei por DOTS justamente por ser o queridinho de muita gente (antes de começar eu não sabia de uma pequena porcentagem que não gostou) e que consagrou a carreira do Joong Ki - o homem tá em TODO lugar na Coréia-nossa-de-cada-dia.

Minha Sinopse
Um soldado da ONU se apaixona à primeira vista (sonho das nossas vidas) por uma médica cirurgiã, mas por causa de alguns conflitos de personalidade e valores, eles acabam não insistindo no relacionamento. Algum tempo depois, ambos se vêem no direito de resolver o que ficou pendente, ainda mais porque agora até a vida quis dar uma ajudinha: devido ao trabalho dos dois, eles terão que passar oito meses em um país chamado Urk, por motivos que se cruzam entre si.

Personagens
Yoo Shi Jin (Song Joong Ki): o capitão gato, decidido e super patriota que roubou o coração de muita gente... Ele foi responsável por tudo no drama: comédia, ação, drama, mistério (bota mistério), 1001 utilidades mesmo. Não conhecia o ator, mas depois fiquei sabendo que só fazia apenas 3 meses que ele tinha acabado de voltar do alistamento e, por ironia ou não, seu primeiro papel após a volta foi de um soldado....

Related image

Kang Mo Yeon (Song Hye Kyo): a médica-cirurgiã super esforçada e que, não importa a situação, sempre vai dar seu melhor em tudo. Um monte de gente não gostou da personagem, mas eu amei! Super me identifiquei com ela (explico mais abaixo) e achei que ela fez certinho seu papel - a atuação é super natural, parecia uma médica qualquer que você é capaz de realmente encontrar num hospital, sabe? -, além de representar um lado "muito humano", que faz falta nos dramas ás vezes (pelo menos pra mim).

Related image

Seo Dae Young (Jin Goo): o soldado best friend do Shi Jin, sempre sério (mas que quando sorria..... Acho que descobri que tenho um fraco por homens que são super sérios, porque o sorriso deles é DE MA-TAR) e super habilidoso. Assim como seu superior, ele leva seu trabalho muito á sério, o que faz com que precise fazer algumas decisões difíceis ás vezes (quem nunca, não é mesmo?)....

Image result for descendants of the sun seo dae young

Yoon Myeong Joo (Kim Ji-Won): a "médica-soldada" muito forte e decidida, e que justamente por isso, pode te fazer ter uma visão ruim dela (mas isso muda, don't worry). Ela fez parte de The Heirs, mas eu só fui reconhecê-la lá pro episódio 12 (eu e minha memória, RISOS..........) e após ver os dois lados da atriz posso dizer com convicção: a mulher é boa! Mesmo fazendo papel de vilã ou de mocinha, ela arrasa. Ponto.

Image result for descendants of the sun myeong joo

DOTS tem beeeem mais personagens que ganham espaço na tela, mas eu destaquei apenas as quatro acima porque elas são, tecnicamente, consideradas as "principais", já que a história gira em torno da vida delas. No decorrer desse post eu apresentarei direitinho o resto do 'cast' que me fez amar mais ainda esse drama!

Temática
Eu nunca tinha assistido nada no estilo "militar", nem em filmes hollywoodianos, mas isso não quer dizer que eu não goste do tema, eu só não tive realmente uma oportunidade pra parar e ver alguma coisa (tô pra assistir 'Sniper Americano' e 'O Resgate do Soldado Ryan' faz séculos, mas quem disse que eu consigo?), então outro ponto para a escolha do drama foi a temática. Não me arrependi, e depois de DOTS eu espero que a televisão coreana lance mais coisas no estilo (vou procurar as que já existem), porque foi algo que me interessou bastante!
Além de tratar de um assunto relacionado ao exército - coisa que a gente não vê sempre, justamente pelo fato do Brasil ser um país que nunca passou por guerras -, conhecemos um pouco mais de como as coisas funcionam, mais sobre as regras e mandamentos, e até sobre a ~polêmica~ treta entre as duas Coréias.
Depois de assistir DOTS eu percebi uma coisa (que a minha professora falou outro dia e que na hora eu nem "tchum", mas agora faz todo o sentido): apesar da gente falar super mal do Brasil, no fundo, no fundo, todos somos patriotas. É aquele velho não ditado: só eu posso falar mal do meu país, você não. E acompanhando todo o esforço e amor que o Shi Jin tem pela Coréia do Sul e pelo mundo num geral, causou até um impacto em mim, me fazendo repensar sobre o meu próprio patriotismo (mais um ponto positivo: drama que te faz pensar sobre coisas importantes e não que só traz entretenimento).

   



   

O Romance
Em DOTS temos romance pra dar e vender. Sério, se uma cena de romance acabava, logo já começava outra, porque tivemos muitos casais pra sofrer e shipar ao longo dos episódios. Achei que seria um coisa que me incomodaria, mas foi algo abordado de uma forma tão natural (nada forçado nesse drama, outro ponto positivo!) que eu pensava sempre: "mas gente, isso pode acontecer com qualquer pessoa á minha volta! Com qualquer um dos meus vizinhos e até parentes!". Se você gosta de romance "na dose certa", Descendants of the Sun é o drama ideal pra você (e pra mim, obrigada Senhor).






Ação
Eu vi muuuuuita gente dando nota baixa e reclamando do drama por causa disso: a emissora e produção prometeram um drama de ação com uma pitada de romance, mas não cumpriram essa meta (como podem ver pelo tópico acima). Apesar de ter um soldado e um país de guerra como plano de fundo, nunca passou pela minha cabeça que DOTS seria um drama de ação (vai saber porque), então eu não estava esperando por nada disso (olha a mentalidade da pessoa, kkk), mesmo com o primeiro episódio ter começado com cenas de ação!
Ás vezes faz bem não ficar "fuçando" coisas e coisas sobre uma determinada coisa (hahah), pra não criar expectativa (SEMPRE funciona comigo, vai por mim. E sua opinião sobre essa determinada coisa é a mais sincera possível).


   
tumblr_o4z7lnpUyj1uh6zqno1_250   tumblr_o4z7lnpUyj1uh6zqno2_250
Argus, o vilão com o melhor inglês do drama inteiro

  

História
Vamos lá: acho que muita gente entendeu mal qual foi o real plot de DOTS, então eu vou tentar explicar (talvez seja só o meu ponto de vista, mas whatever).
Pensa aqui comigo: você mocinha, namoraria/casaria com um cara que some de tempos em tempos, arrisca sua própria vida diversas vezes e que não tem certeza se um dia irá voltar para casa intacto? Bem, não. CERTEZA que muita gente não se colocou no lugar da Mo Yeon (cadê a empatia gente? Dá pra treinar com personagens fictícias, sabia?) e acabou tendo uma opinião negativa e equivocada sobre o drama.
Outra coisa: a Mo Yeon deixou bem claro para quem quiser ouvir, durante o drama todo, que ela presa MUITO pela vida. Ela ama o trabalho dela e não acha certo tirar a vida alheia como se fosse algo insignificante, independente dos motivos para tal ação.
Então se é pra dizer sobre o que realmente se trata esse drama, é o seguinte: um casal não consegue progredir seu relacionamento (ou mesmo iniciar esse relacionamento) por motivos de valores e virtudes pessoais (como eu citei na minha sinopse). Não se trata de "ah, fulana era muito dramática"; "fulana não dava o braço a torcer"; "fulana só enrolou", mas sim de convicções próprias, coisa que eu acho muito plausível.
Dando um testemunho pessoal, eu nunca me casaria/entraria em um relacionamento com uma pessoa que fosse contra ou não aceitasse os meus princípios pessoais. Sou feminista, e muitos - mas MUITOS - homens por aí não concordam e nem ao menos respeitam esse movimento. Como eu posso iniciar algo com alguém que me acha sim inferior á si mesmo?? Não tem cabimento gente, me desculpem. O mesmo vai para profissão: como um marido não reconhece a profissão de sua própria esposa - e vice-versa (porque eu conheço casos de o cara achar que a formação superior da mulher dele era totalmente dispensável e inútil. Sim amigos, infelizmente o mundo é assim)?
Tenta olhar para DOTS com esses olhos agora, ok? Obrigada, você não está fazendo mais que sua obrigação está fazendo um favor para os dorameiros que amaram - e entenderam - DOTS!

   
   
   
   

O cenário
Urk é um país fictício, e para gravar as cenas nessa ilha maravilhosa, a equipe de produção passou 1 mês na Grécia (ai, ai, a Grécia......). É uma cena mais linda que a outra gente, eu suspirava com cada take, principalmente aqueles em estilo filme/novela da Globo que mostram só o cenário com uma musiquinha de fundo, pra te fazer imaginar naquele lugar também.
Os 10 mil dólares gastados no drama valeram muito a pena, é um aspecto que não deixa a desejar em nada ❤

   

   

Bromance
Shi Jin e Dae Young conquistaram corações e quase roubaram a cena diversas vezes! Eles se davam muito bem, e como boa amante de bromances que sou, lógico que pirei com as cenas da amizade fortíssima desses dois.

   
   

Shin Ji
Um tópico só pra esse moço porque ele merece. Aguentou tudo e mais um pouco no drama e ainda tinha tempo pra fazer piada toda hora, só pra descontrair as coisas. Ele é aquele homem completo que a gente tá sempre procurando sabe? hahahaha Virou uma das minhas personagens preferidas, sem dúvida (até o próprio Joong Ki confessou que queria ser mais como ele, porque o Shin Ji é alguém "que não existe")!






A Equipe Médica
Melhor equipe médica de todas! Ganharam até de House!
Todos eram unidos e se ajudaram o tempo inteiro, principalmente numa parte do drama que necessitou de toda a ajuda possível. Eles me fizeram rir várias vezes, e me passaram sensações de tristeza também (alô Onew! - que eu só fui reconhecer também lá pro final do drama.... HAHAHAHA, nem tem mais graça essa minha memória).


Image result for Ja Ae descendants of the sun gif


O Soldados
A Equipe do Shin Ji - cujo nome "Alfa/Alpha" - era composta de: Big Boss (Shin Jin), Wolf (Dae Young), Snoopy, Harry Potter e Píccolo - e do agregado cabo Ki Bum. Tem como não gostar de uma equipe no estilo "unidos venceremos" com esses apelidos tão legais?? ❤
Também contamos com a participação de vááááários outros soldados bonitinhos, que nos fazem suspirar com a corrida matinal, mais conhecidos como 'pombas'.

   
   

Se essa resenha não te convenceu, assista DOTS por isso 😏

Momentos Tristes
O drama se passa em Urk, um país que é sede de coisas ruins. A equipe do Shi Jin está alí para manter a paz, e a equipe voluntária da Mo Yeon para ajudar todos os necessitados. Então se prepare para várias cenas tristes e de cortar o coração (especialmente quando acontece aquela tragédia). É gente levando tiro, gente morrendo, muito sangue, muitas lágrimas.
DOTS me deixou com o coração na mão em muitas cenas, e eu ficava torcendo para que tudo desse certo no final, como sempre. Os vilões do drama foram "necessários" por assim dizer, mas não foram odiados por mim porque, como eu já disse várias vezes nessa resenha, tudo foi muito natural, os acontecimentos são problemas reais e "aceitáveis", e infelizmente, nós já estamos 'acostumados' com as coisas ruins no mundo....



 

O Final
Atenção para uma das melhores partes de DOTS: O FINAL. E que final, meus amigos.
Os kdramas são conhecidos por muita gente pela fórmulazinha: 15 episódios maravilhosos, mas com final bosta. Lhes dou a ótima notícia de que com Descendants of the Sun não aconteceu desse jeito! E é pra comemorar, viu?
Eu achava que tudo acabaria em pizza (num sentido ruim), mas não é que o negócio fechou com chave de ouro (literalmente)? Fiquei impressionada. Até aplaudi quando os créditos finais acabaram. Obrigada a quem teve a brilhante ideia de fechar tudo bonitinho, você merece não apenas Palmas, mas o Tocantins inteiro! ^-^


As Músicas
Todo mundo falou super bem da ost e realmente, não tem como não gostar. além de ter nomes de peso, as melodias grudavam na sua cabeça e você associa cada momento com uma música em específico. Segue abaixo as minhas preferidas.

Always - Yoon Mi Rae
Essa foi a que mais tocou, você vai ouvir essa música durante o drama inteiro, e sempre nas cenas de sofrência. A letra é maravilhosa e o refrão vai ficar na sua cabeça.


Talk Love - K. Will
Um amorzinho de música! O toquinho de assobio ficava na minha cabeça e ela sempre tocava num momento de paz ou alegria do drama. Sem falar na voz do K. Will né, mds.


Everytime - Chen & Punch
É oficial: o Chen é o queridinho das Ost's!! Cada vez mais colocam o moço pra cantar e cada vez a gente se apaixona mais: que voz, meus amigos, que voz. E essa é a música do casal principal, com certeza.


Once Again - Kim Na Young & Mad Clown
Essa música não tocou muito no drama, o que foi uma pena porque ela é linda! É a música da Myeong Joo com o Dae Young, o casal secundário. Como disse uma menina num comentário do youtube, "chegou uma hora que eu só queria esses dois no drama, mais ninguém".



Outras músicas também foram muito emocionantes, e vocês podem encontrar pelo youtube ou pela internet da vida mesmo ;)

Pontos Negativos
Casinha das Gifs Não sei se isso pode ser considerado um ponto negativo, mas vamos lá: eu elogiei tudo o tempo inteiro, certo? Mas acho que faltou "alguma coisa" pra me fazer querer assistir tudo sem parar, fazer a famosa 'maratona' de varar noites e etc. E normalmente eu classifico um drama sendo bom ou ruim por esse motivo: se eu quero assistir tudo que nem uma louca desesperada, quer dizer que o negócio é bom (nem sempre, lembrem-se de My Love from the Stars, rsrsrsrs). E se o drama não me prende tanto, ele tem uma nota mais baixa no meu conceito. 
Mas com DOTS foi diferente, porque eu não tive toda essa empolgação, mas amei do mesmo jeito. Ou seja, talvez isso possa ser considerado algo negativo, porque não é um drama que te faz querer saber logo o que vai acontecer em seguida e em como as coisas vão ser resolvidas.
Sei lá, depende do seu ponto de vista.


É isso gente!!
Demorei mais de um dia pra escrever essa resenha e espero que tenham gostado. Eu queria falar muito mais, mas como eu mencionei na resenha de Healer, gosto que vocês tenham surpresa em tudo, surtando ou não com cada ceninha, pra terem o direito de aproveitar melhor!

OBS: eu disse lááá em cima que as próximas resenhas que eu farei aqui no Dois Pontos serão de dramas do Netflix, mas aí eu lembrei que agora em dezembro estréia o nosso já tão querido e tão aguardado 'Hwarang: The Beginning', a.k.a. o drama em que o meu Tae teve sua estréia como ator. Ele é um drama de época (meu primeiro drama de época, já começando com estilo e apoiando o bias!) e que já foi pré-gravado (obrigada Senhor, não teremos opiniões de terceiros nem do público pra mudar o rumo da história original), então estou mais que ansiosa. Vai ser o primeiro e (provavelmente) único drama que eu assistirei acompanhando toda semana, que nem louca querendo baixar pra ver. Espero não me decepcionar, então estou tentando não criar nenhuma expectativa - ou seja, não vi trailer de nada, foto de nada, notícia de nada. Só sei que uma das músicas da Ost vai ser cantada pelo próprio Tae, Jin, Yoseob e pela Hyorin (segura essa maromba, monamur).

Obrigada por ler até aqui, meus dedinhos cansadinhos de digitar agradecem sua paciência :)
Bjs e até o próximo post!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao 'Dois Pontos'!
Obrigada por comentar!

Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo