31 de março de 2017

O POST MAIS ATRASADO DO MUNDO

Image result for seventeen gif

E JÁ estamos em março, meus amigos. Como está passando rápido o tempo ultimamente, não é mesmo? Esses dias era janeiro, e agora até o carnaval já se foi. 
Temos que aproveitar mesmo cada dia, porque os tempos estão voando....


Como eu havia mencionado no post passado do resumão, minha faculdade de Letras finalmente terminou ano passado (mas a formatura vai ser dia 22 agora [EDIT] Já foi. Conto melhor no próximo post [EDIT]). E se vocês pensaram que eu estaria contente, pensaram certo, mas adicionem o fato de que comecei outra. Comecei outro curso, meus caros. Pois é. 
Dessa vez resolvi optar por Design Gráfico, por ser algo que eu gosto bastante e acho que levo o jeito (não vou dizer 'o dom', porque isso é algo muito maior, e que eu ainda não descobri se tenho mesmo). Estou fazendo em outra cidade, então tenho que sair de casa bem mais cedo pra pegar o trem e chegar no horário, e está sendo bem cansativo (ou segundo a minha avó: eu estou "viajando" todos os dias), quase não tenho tempo pra nada, parece que eu acordo, almoço, faço uma coisinha e já tenho que me arrumar pra sair. Mas faz parte, fui eu que escolhi estudar longe. Só tive uma semana de aula, por conta do carnaval, mas já gostei apesar deles não terem me avisado que a turma da manhã não tinha sido formada, e eu ter perdido o primeiro dia de aula por conta disso, e ter que ficar quase 2 horas DUAS VEZES na secretaria pra tentar mudar meu curso para noite, as coisas estão indo bem e os meus professores são daqueles que te inspiram (esses são os melhores, prometo). 
Espero dessa vez, ter acertado na escolha, e ser capaz de seguir uma profissão por esse caminho.
Ah, eu também tô achando muito estranho o fato de ter mais de 60 pessoas na minha sala. Na outra faculdade nós éramos a última e única turma de Letras, então só tinha 20 pessoas, eu conhecia todo mundo, conversava com todo mundo. Ainda tenho que me acostumar com isso.


Livros: minha gente....... Essa seção do post está uma vergonha. Como eu quase não tenho tempo pra nada, e o tempo que tenho eu gasto no computador, a leitura está em 2º plano da minha vida nesse momento. Não pensem que eu gosto, acho isso um saco! Não era pra ser assim. Mas eu prometo melhorar no decorrer do ano.
Pra atualizar vocês e não ficar tão feio assim, comecei a ler 'O Teorema Katherine' do John Green e está beeeeeem chatinho. Estou empurrando com a barriga. Ainda bem que não comprei o livro, peguei emprestado da minha amiga.


Filmes: deixa eu abrir minha listinha no Listography aqui.....

Até que os Sogros os Separem - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 1Até que os Sogros os Separem (Uiheomhan Sangkyeonrye 2) - 2015
Classificação: ****
Chul-Soo é o único filho de uma família lendária de ladrões. Ele se apaixona por Young-Hee, que é uma policial e pertence a uma família polícia. Para obter permissão de seus pais para se casar, Chul-Soo compromete um exame para se tornar um policial, mas ambas as famílias trabalham para impedir seu casamento.
Vagando pela Netflix, eis que encontro esse filme super interessante pra ver. É aquele tipo de filme que poderia passar na Sessão da Tarde que todo mundo ia gostar, bem divertido. O plot no geral é algo sério (um Romeu e Julieta moderno, sem a parte da morte, do drama, do exagero e etc), mas a comédia deixa tudo mais interessante.
Pelo título, percebe-se que esse filme é uma "continuação independente", porque eu assisti sem problemas nenhum, consegui entender a história direitinho. Até procurei o 1 pra ver se achava, mas não encontrei nada legendado (nem em inglês, se não engano), então se você conhece ou já assistiu, me avisa nos comentários, beleza?
Recomendo pra assistir num sábado á tarde, à base de pipoca.

A Muse - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 1Eungyo: A Musa (Eun Gyo) - 2012
Classificação: ***
A Muse é uma adaptação cinematográfica do romance "Eun-Gyo" do célebre autor sul coreano Park Bum-Shin. Uma meditação sobre o envelhecimento, arte e solidão, ele segue um poeta de 70 anos de idade que se apaixona por uma jovem do ensino médio.
Eu estava com muita vontade de ver um filme coreano depois de assistir o filme citado antes desse, então fui fuçar no Netflix e achei esse interessante. Não olhei sinopse e dei o play. 
O filme tem 2 horas de duração, mas passou super rápido, porque a história te prende. Uma mistura de suspense com vida cotidiana (nada de terror), com um final digno (eu gostei, achei "justo"). O ator que fez o velinho protagonista passou por uma série de maquiagens pra ficar com a aparência do jeito perfeito para o filme e achei que a equipe de maquiagem merecia um prêmio (e ele um de atuação, porque antes de descobrir isso, eu assisti o filme pensando que ele era mesmo um senhorzinho). A mocinha é aquela menina de 'Cheese in the Trap', o que surpreendeu bastante. Deu até vontade de pegar o o drama pra assistir.
O outro cara que aparece na capa é totalmente desnecessário. Se ele não existisse, a vida de todo mundo seria melhor (e não teria história pro filme também), mas o papel dele foi necessário para ensinar algumas "lições".
O filme é recomendado para maiores de 18 anos por contas de duas cenas em específico.

Garota Exemplar - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 2Garota Exemplar (Gone Girl) - 2014
Classificação: **/12
Amy Dunne (Rosamund Pike) desaparece no dia do seu aniversário de casamento, deixando o marido Nick (Ben Affleck) em apuros. Ele começa a agir descontroladamente, abusando das mentiras, e se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio da sua irmã gêmea, Margo (Carrie Coon), Nick tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procura descobrir o que aconteceu com Amy.
Eu estava desesperada pra assistir esse filme e foi uma decepção!!
Desde que eu vi em algum vídeo no youtube que a história era daquelas que terminam com um ??, minha vontade de ver aumentou, então sim, as minhas expectativas eram altas (eu tento não ser assim, de verdade).
A história começa interessante, vai ficando estranha e termina sem nexo, de uma forma que te faz ficar revoltada, porque parece que o que aconteceu no filme inteiro (nas DUAS HORAS de filme) não adiantou de nada!
Decepcionante, não acredite na média de 4.2 do ranting do Filmow, não é um filme bom.
O filme também é recomendado para maiores de 18 anos.


Drama: comecei a ver Hwarang, e estava companhando fielmente á medida que o pessoal do fansub traduzia, mas como o drama ainda estava passando lá na Coréia, alguns @ infelizes postaram spoilers no twitter e eu desanimei MUITO pra assistir. Larguei, fui ver Gu Family Book, terminei Gu Family Book, fiz a resenha de Gu Family Book, e AINDA não conseguir terminar de ver os últimos 3 episódios de Hwarang, por conta dos spoilers.
Então se você é uma pessoa idiota que também gosta de soltar spoilers por aí, só pra "dar sua opinião", saiba que isso é algo horrível e que só gente escrota faz.
Se você acha que soltando spoiler vai te fazer parecer legal porque assiste tal coisa, ou vai fazer outras pessoas terem vontade de ver essa coisa, errou feio. Como vi no twitter, muitas pessoas também não gostaram nem um pouco disso, e falaram que perderam a vontade de ver o drama, do mesmo jeito que eu.
E o pior da coisa, é que Hwarang tinha TUDO pra ser o melhor drama épico que eu já assisti na minha vida inteira de dorameira.
Sim, os @ infelizes do twitter acabaram com essa opinião. Acabaram com o glamour e com a alegria que eu tinha a assistir cada episódio.
Óbvio que eu bloqueei e parei de seguir todas essas pessoas, né. E falei bastante lá também, reclamei e ainda reclamo quando lembro; e vou ficar reclamando pra sempre.
E também por conta disso (e da correria com a faculdade) eu acabei me ausentando bastante do twitter, entro de vez em quando, nem rolo muito a tl... Desanimei mesmo, viu? :'(

Além de Hwarang, também comecei a assistir 'Uncontrollably Fond', com a Suzy e o Woo Bin oppa, na promoção especial de ano novo do DramaFever porque infelizmente não sou premium e dependo das promoções, mas parei no episódio 12 por motivos de: CANSEI.
Meu Deus, que drama enrolado!
O negócio tem 20 capítulos, que se não tivesse tanta enrolação acabaria em 10. Entre flashbacks (que mais me lembraram os fillers de Naruto, de tanto que mostrava a mesma cena toda hora) e situações-problema com soluções simples, mas personagens indecisas e dramáticas demais, eu me enchi do negócio e larguei. E não, não pretendo voltar, MESMO TENDO MEU WOO BIN.
Me digam se vocês conseguiram ver esse drama até o final, pra me contar como a história de um casal problemático (que se apensas se sentassem pra conversar deixariam de ser um casal problemático) muito bonito se resolve.


Música: preparem-se, porque esse tópico vai ser grande, cheio de recomendações pra vocês!

Going Seventeen (SEVETEEN): o que foi esse álbum, meus amigos?? O QUE FOI ESSE ÁLBUM?? Temos que agradecer todos os dias á Deus, por ter feito o menino Woozi e seus 12 companheiros, para trazer alegria às nossas vidas com músicas lindas e maravilhosas. Os meninos se superam a cada álbum, e ESTOU TENTANDO REALMENTE não entrar para mais um fandom. Não dá migos, já acompanho grupos demais, não consigo dar conta e fico me sentindo mal por não estar sempre presente alí, pra apoiar. Me recuso a 'slipar into the diamond life'.
Recomendo o álbum inteiro, mas as que eu mais escutei foram as músicas com os MVs (Boom Boom, Highlight), Lean on Me e Quick Pace. Mas o resto também é ótimo, meu Deus ESCUTEM TUDO MIL VEZES. ~ouça aqui~

Hobgoblin (CLC): como disse minha sunbae: essa música era pra ser do 4minute, mas com o disband a Cube deu a louca (pra variar) e resolveu mudar o conceito das meninas do CLC e com a ajuda da Hyuna elas estrearam no comeback com um novo estilo. Espero que elas tenham muito sucesso, mais independência e tals, mas não nego não de dizer que ás vezes eu acho que tô ouvindo 4minute......... ~ouça aqui~

Fanfare (SF9): depois de assistir 'Click Your Heart', fui ver de novo o debut dos meninos e fiquei viciada na música, simples assim :) (E eu acho o começo da coreografia uma graça) ~ouça aqui~

Yesterday (Block B): a primeira música do grupo produzida pelo Kyung e que.... não fez sucesso. Ô tristeza. A gente entende, porque Yesterday "respira" Park Kyung, ao invés de respirar Block B, mas ele pelo menos tentou, e adquiriu experiência para as próximas vezes, não é mesmo??
De qualquer forma, eu gostei e me peguei cantando várias vezes durante o dia (e o fato de ter referências á Friends e Beatles é um extra). ~ouça aqui~

Limitless (NCT 127): eu acho que estava num péssimo dia para coisas novas, porque quando ouvi essa música pela primeira vez eu achei um saco. Aí ouvi de novo e amei (vai entender. Acho que a SM foi culpada por ter feito um MV meio bosta - eu vi pela segunda vez a performance). Não sei se já disse isso aqui (acho que não), mas acho que o NCT inteiro tem um harmonia do caramba. Eu sei que o foco muitas vezes é o rap/hip hop, mas o vocal deles é TÃO BOM.... Todo os integrantes cantam bem e eu ainda me surpreendo quando ouço a mesma música mesmo depois de tanto tempo (leia-se: The 7th Sense). ~ouça aqui~

Me Like Yuh (Jay Park): sim amigos, nem eu me acreditei.
Não gosto do Jay Park. Acho a história da vida dele super daora, o quanto ele conseguiu dar a volta por cima super bem dada, mas não sou fã da pessoa que ele se tornou (ou que sempre foi, vai saber, né?). Mas, contudo, entretanto, todavia, o cara sabe fazer música tirando Aquaman, essa música é horrível, meu Deus, que letra horrorosa, e música que vicia. Baixei a versão em inglês e já decorei a letra de tanto que escuto I NEED A CHA CHA BEAT BOY
Pra deixar claro: eu gosto DA MÚSICA, não do MV (que eu não preciso nem comentar...) ~ouça aqui~

I Wait (DAY6): que obra-prima!!! Que música esplêndida! Que acerto de DAY6!!
Esses meninos só acertam, espero que a JYP invista muito neles, porque a carreira parece ser super promissora!! ~ouça aqui~

Twenty Four (EXO): For Life é uma música bem 'méh', mas Twenty Four surpreendeu. Além de ser com os integrantes que menos aparecem (alô Sehun!), o ritmo, a letra, o rap, a segunda voz, e etc, contribuíram para a música ficar no repeat na minha playlist. Não escutei o resto do álbum, fiquei ocupada demais nessa faixa u.u ~ouça aqui~

Hard to Love (One Ok Rock): One Ok Rock lançou álbum novo e eu e minha amiga ficamos surtando. Completamente em inglês (tirando as músicas com clip, que têm versão em japonês), o álbum é uma graça. Essa música em específico É LINDA. Toda vez que eu ouço me dá vontade de chorar (que refrão desgraçado, Taka, pra quê?? TT). Escutem muito. Muito.
(escutem também a faixa que eles lançaram com a Avril: Listen!!) ~ouça aqui~

We Are (One Ok Rock): disseram que essa música vai tocar na abertura das Olimpíadas de Tokyo em 2020: achei justo (se for mesmo verdade). Falando sobre mudanças, revolução, identidade própria e convicções, 'We Are' virou minha queridinha.
Baixei sem querer a versão em japonês, mas a inglês é ótima também, viu? ~ouça aqui~

TERMINEEEEEEEEEEI.
(esse post era pra ter saído no final de fevereiro. Fazer o que né?)

Image result for taka one ok rock gif

Tchau gente, até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao 'Dois Pontos'!
Obrigada por comentar!

Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo